Sair do anonimato tem preço que temos de saber pagar na altura certa.

Quem não conhece Mickael Phelps ou já não tenha ouvido falar das suas aptidões físicas para a natação e, quem não ouviu falar de uma jovem afro-america Simone Biles com um metro e quarenta e cinco de altura (1,45 m), mas como em Portugal costumamos dizer as pessoas não se medem aos palmos, para todos os efeitos são e ficam para a história das olimpíadas de todos os tempos.

O tema principal de hoje vai de encontro ao preço que temos de saber pagar pelo sucesso e quando não o temos como lidar com o fracasso.

Vejamos – o nosso Fernando Pimenta, ninguém pode por em causa o talento natural e o trabalho que estão marcados nos últimos 4 anos de vida deste atleta, que ficou espelhado na sua ultima entrevista com a sua frustração natural e quase que se sentia ele próprio de uma ingratidão indesculpável.
De fora deste contexto e não podendo imaginar o que vai na cabeça de um atleta quando ele mesmo se tenta cobrar, cabe-nos a nós portugueses saber avaliar e admirar todo este valor desportivo que representa Portugal além fronteiras e, não devemos ter memória curta das alegrias que este já nos proporcionou, como foi nos campeonatos recentes da Europa, que grande alegria. Para todos os efeitos Fernando Pimenta é dos 5 melhores atletas do mundo na sua modalidade de eleição o K1.

Amanha estaremos de certeza no pódio, tenho a certeza!